Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #4

Confira nesta série as dicas da nutricionista Claudia Ruiz Santana, responsável pela Oficina de Nutrição da Lareira Instituição. Você também pode participar desta e de outras oficinas, gratuitamente! Acesse o site da Lareira e informe-se!

Esta é a 4ª parte da série de seis artigos sobre o tema.

A educação alimentar é uma das principais ferramentas para entrar em forma, e a mudança de hábito começa dentro de casa.

hommerTemos aqui erros bastante comuns na alimentação do brasileiro, com orientações simples de como evitar estes hábitos. E é nas pequenas mudanças que o excesso de peso e as doenças ligadas a ele vão diminuindo.

Comer um doce no lugar de uma refeição –Consumir carboidratos simples libera açúcar no sangue muito rápido. Além do aumento de peso, ele pode gerar picos de glicemia altos, gerando mal estar.

Exagerar nos alimentos light –Muita gente se joga nos alimentos light sem ler a tabela nutricional do rótulo. O principal problema dos alimentos light é a quantidade de sódio. Sempre olhe no rótulo e veja se o sódio é menor do que 100 mg. O sódio traz retenção de líquidos, aumento de pressão, etc.

Dieta da sopa –Quem quer emagrecer rapidamente muitas vezes acaba cortando  os alimentos sólidos. Se você comer só sopa, não está trabalhando a mastigação, que é o momento em que o corpo libera uma série de substâncias e enzimas importantes e manda a mensagem para o cérebro da saciedade. Outro problema é a dificuldade de manter esse padrão de alimentação em longo prazo. Uma dieta restritiva faz com que a pessoa volte fazer tudo errado e até pior. Para quem gosta de tomar uma sopinha a noite, é importante que a sopa tenha um pouco de consistência, com flocos de aveia, arroz integral, além de legumes e folhas.

Comer muita carne vermelha –Comer carne vermelha em excesso também é um erro comum. A carne vermelha possui gordura saturada, isso faz com que o organismo aumente as taxas de colesterol e gera doenças cardiovasculares com o entupimento de veias. O ideal é consumir carnes magras de 2 a 3 vezes na semana.

Excluir radicalmente a carne vermelha do cardápio –Para quem não é chegado em carne vermelha ou é vegetariano, a atenção ao cardápio deve ser redobrada. A principal preocupação em não ingerir carne vermelha é não suprir a quantidade de minerais necessários para o organismo.

Comer massa no almoço todos os dias –Um prato só de macarrão deixa de ter as fibras e minerais de um prato mais variado. Além disso, pode ser bem mais calórico, dependendo do molho. É um prato rico em amido, que é um carboidrato que nos dá milhares de moléculas de glicose, representando um risco real de, no futuro, ter problemas como diabetes.

Não variar nos legumes no prato –Uma alimentação rica em nutrientes é uma alimentação colorida. Quanto mais colorido, mais antioxidantes ele tem. O prato ideal deve ter cinco cores diferentes.

Não comer frutas Desde crianças, ouvimos que as frutas são ricas em fibras e vitaminas. Só que no dia-a-dia nem sempre conseguimos inclui-las na alimentação. As frutas deixam o organismo forte e resistente. As fibras o deixam em equilíbrio, filtrando as toxinas e garantindo seu bom funcionamento.

Tomar leite durante ou logo depois da refeição –Este é um hábito muito comum. Algumas pessoas costumam tomar um café com leite ou cappuccino logo após a refeição. Este é um hábito ruim pois o cálcio do leite compete com o ferro o mesmo canal de absorção. Isso vale também para sobremesas ricas em leite. Se você almoça e logo depois toma leite, gera essa competição e isso pode ocasionar uma perda de ferro.

Colocar catchup e mostarda em tudo –Catchup e mostarda possuem diversas substâncias artificiais, que podem ser tóxicas para nosso organismo e inclusive desencadear algum processo alérgico. Use pouca quantidade e, se possível, use algo mais natural, como um molho de tomate.

Comer sobremesa todos os dias –Comer uma porção pequena de doce por dia é algo tolerável. Como alternativa, há alimentos que saciam a vontade de doce. Chocolate com 70% cacau, mousse de frutas com iogurte, picolé de frutas, banana com canela ou sorvetes de iogurte.

Procure comer comida “de verdade”- Como vimos em aula anterior, a vida moderna e corrida impõe às pessoas o “comer fácil e prático” ao invés de “comer bem e saudável”. SE possível FAÇA sua comida, com o mínimo de produtos industrializados ou processados. E com o máximo de calma e proveito. É um verdadeiro desafio. Mas os resultados são muito compensadores.

Fontes:  Terra Eufic, Minha Vida

Artigos da Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO:

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #1

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #2

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #3

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #4

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #5

Série ERROS COMUNS NA ALIMENTAÇÃO #6

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s