Máquina na estação República do Metrô troca embalagens vazias de xampu por crédito no celular

acao_seda_-_dovulgacao_jwt_brasil

A ação da Seda quer promover o descarte adequado de materiais recicláveis

Das 10h às 16h, uma instrutora ajuda os participantes a trocarem suas embalagens vazias por bônus para usarem no celular.
Durante o mês de outubro, uma ação da Seda vai trocar embalagens descartáveis de xampu de qualquer marca por bônus para celular. Para isso, uma máquina instalada na estação República do Metrô funcionará como um posto de reciclagem.

Quem fizer o descarte das embalagens de maneira sustentável, colaborando com o meio ambiente, vai receber bônus de recarga para celulares das operadoras TIM, OI, Claro ou Vivo. As embalagens de Seda valem R$ 2 e as demais, R$ 1.

A ação faz parte da campanha de lançamento da e uma nova linha da fabricante e deve durar até o final do mês.

Fonte

Anúncios

Vídeo mostra como esqueleto fica durante Yoga

Animação impressionante simula movimentação do esqueleto humano durante a prática do Yoga. A intenção do grupo de artistas foi criar em um estúdio 3D um vídeo que reproduzisse perfeitamente o corpo humano – com muito cuidado científico para mostrar o que exatamente acontece nesse momento de relaxamento tão intenso.

Fonte

Brasil conquista medalhas de ouro e prata em competição internacional de matemática

brasileiros

Quatro estudantes brasileiros, selecionados pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), conquistaram 3 medalhas de ouro e 1 de prata na 6ª Competição Ibero-americana Interuniversitária de Matemática (CIIM), que se encerrou hoje (8/10) na cidade de San José, na Costa Rica.

Davi Lopes Alves de Medeiros, de Fortaleza (CE), terminou a competição com a primeira colocação na classificação individual, conquistando o ouro com um total de 39 pontos (de no máximo 60). André Macieira Braga Costa, de Belo Horizonte (MG) e Henrique Gasparini Fiúza do Nascimento, de Brasília (DF), também conquistaram medalhas de ouro com 32 pontos cada um, enquanto Rafael Kazuhiro Miyazaki, de São Paulo (SP), garantiu a medalha de prata com 31 pontos. A UFMG e o Instituto Militar de Engenharia (IME), também enviaram representantes.

A competição contou este ano com a participação de 53 estudantes, agrupados em equipes de até quatro competidores, provenientes do Brasil, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, México e Equador. O professor Emanuel Carneiro do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) participou como líder do grupo.

A competição

Criada em 2009, é realizada anualmente com o apoio de Sociedades de Matemática, universidades e centros de pesquisa, além de um importante grupo de professores e estudantes. O evento tem como objetivos incentivar o estudo da matemática e a excelência acadêmica na comunidade universitária ibero-americana, melhorando a capacidade científica através da motivação e competitividade internacional, contribuindo assim com o desenvolvimento social, cultural e econômico dos países participantes.

A participação brasileira na competição é organizada pela Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM), programa que desempenha um importante papel em relação à melhoria do ensino e descoberta de talentos para a pesquisa em Matemática nas modalidades de ensino fundamental, médio e universitário nas escolas e universidades públicas e privadas de todo o Brasil.

Fonte

Grupo de intervenção urbana decide “reformar” São Paulo consertando pequenas coisas pela cidade

servicos-gerais9

Na sua casa, se uma lâmpada queima, a grade entorta, a torneira pinga e o vidro quebra, você conserta. Mas por que você passa reto por tudo isso na sua cidade? O artista plástico Rodrigo Machado e os cineastas Filipe Machado e Gustavo McNair criaram o projeto Serviços Gerais, no qual realizam pequenos consertos pelas ruas da capital paulista.

A brincadeira surgiu em 2011 com o objetivo de fazer as pessoas pensarem sobre qual é a relação que elas mantêm com o ambiente. Afinal, a Prefeitura tem seus deveres, mas também cabe ao cidadão zelar por aquilo que é público. De faixas de pedestres e grades a estátuas e placas, o grupo realiza desde então uma intervenção urbana inspiradora.

Em todos os vídeos, Rodrigo Machado chega com sua maleta de ferramentas, realiza o serviço e vai embora. São filmadas as reações das pessoas, que não param para ajudar e raramente perguntam o que ele está fazendo.

Fonte

Tem celular velho parado na gaveta? Conheça sites que compram seu aparelho antigo

1898196_779606445409702_5931169559556752868_n

Hoje em dia os celulares ficam obsoletos com uma velocidade impressionante. O mesmo aparelho que você comprou há apenas seis meses e pelo qual zerou suas economias, se torna uma versão ultrapassada antes que seja possível terminar de pagar as prestações do cartão de crédito. Por conta dessa velocidade tecnológica, não são raras as pessoas que possuem algum celular antigo encostado em alguma gaveta.

Uma opção inteligente antes de adquirir um aparelho top de linha, é vender o antigo e assim usar o dinheiro na aquisição do novo. Alguns sites nacionais especializados no chamado “recommerce” (comércio de itens usados), prometem uma forma simples e rápida para quem deseja vender seu celular velho. E isso vale até mesmo os aparelhos que sequer funcionam, pois suas peças podem ser reutilizadas.

Especializado apenas em aparelhos da Apple, o Brused compra e vende iPhones, iPads, iPods e Macbooks. Bastante intuitivo, basta clicar na imagem do aparelho que deseja vender ou comprar e depois clicar nas informações solicitadas: se o aparelho é desbloqueado ou não e sua capacidade de armazenamento. Um iPhone 4 de 32 GB em bom estado é avaliado no site em R$ 450 enquanto um em excelente estado chega a valer R$ 490.

No Redial é possível vender aparelhos de qualquer marca. Basta digitar o nome do aparelho que você deseja vender no campo de busca, responder algumas perguntas relacionadas a condição do dispositivo – se ele está como novo, se funciona muito bem, se possui arranhões e rachaduras ou se não funciona mais. Quanto melhor ele estiver, mais dinheiro é pago pelo aparelho. Testamos o valor do iPhone 4 de 32 GB. No site o valor pago pelo aparelho fica em torno de R$ 245,00.

O site Ziggo é outra opção de site que compra aparelhos usados. Para isso, é preciso indicar a condição de uso de seu celular escolhendo entre “Excelente”, “Bom”, “Tela Trincada” ou “Danificado”. No site o valor pago pelo iPhone 4 de 32 GB é de no máximo R$ 430.

O Uzlet também é outro especialista no recommerce de aparelhos celulares e funciona de maneira similar aos outros já citados. No site, o valor pago pelo iPhone de 32 GB é de no máximo R$ 450.

Fonte

BOLINHOS DE TERRA RETRATAM MISÉRIA NO HAITI

biscoito-de-terra-haiti-8

Considerado o país mais pobre das Américas, o Haiti recorre à terra como ingrediente principal para saciar a fome.

Um dos motivos das mulheres haitianas criarem esta iguaria está relacionado, também, à inflação absurda do preço dos alimentos. O Haiti já era um dos países mais famintos até antes do terremoto ocorrido em 12 de janeiro de 2010. O fenômeno destruiu cerca de 80% da capital Porto Príncipe registrando mais de 200 mil óbitos e mais de 3 milhões de desabrigados.

Se não bastasse a destruição da cidade, o desemprego e a miséria, falta comida para a esmagadora maioria da população. A consequência direta disso é que um número impressionante de pessoas, dentre estas, milhares de crianças, são obrigadas a se alimentarem com biscoitos feitos de terra.

Para salvar a fome, as mulheres haitianas descobriram na terra uma possibilidade de alimentar a população e garantem que além de nutritivo, o biscoito de terra tem propriedades medicinais.

Com vestidos velhos, as mulheres espalham sobre lençóis porções de uma massa amarelada que são misturados em bacias de metal ou plástico. Com uma colher, o movimento dos punhos dá forma aos discos que cozinham com o calor do sol intenso na parte baixa de Porto Príncipe, capital do Haiti.

Batizado de ““, o resultado é uma textura sólida branca e quebradiça, semelhantes à blocos de terra ressecados durante uma estiagem. “Não pode ser feito com qualquer terra. Tem um tipo que é específico para isso e que só tem aqui no Haiti.”, diz Tirose Julia, uma das vendedoras.

A receita é simples: terra, água, sal e manteiga. No país onde comer arroz é luxo, cada biscoito é vendido por cerca de R$0,08.

Enquanto nações ricas gastam trilhões em armamentos de guerra para matar os seres humanos, no Haiti, milhões de pessoas se alimentam de terra. Já que o problema não sensibiliza autoridades ao ponto de exterminar a fome no Haiti, cabe à nós nos conscientizarmos, todos os dias, sobre o pão com manteiga em cima da mesa.

Fonte