Fotógrafo registra expressões e lições ensinadas por doentes terminais

A vida, com seus aspectos bons e ruins, de repente se dissolve e acaba. Desde os primórdios da humanidade, a morte tenta ser compreendida e evitada pelo homem: sem sucesso. O fotógrafoAndrew George não busca porquês, mas mostra como é possível esperar pelo que é inevitável de forma serena e corajosa.

Na série de fotos intitulada Right Before I Die (“Pouco antes de eu morrer”, em português), o fotógrafo registra, em imagens tocantes, doentes terminais que em breve terão seu encontro com a morte – e não a temem.

As pessoas fotografadas por Andrew George não são famosas, não aparecem em jornais e talvez nem fossem lembradas na hora do adeus, se não fosse o projeto. Mas a coragem que demonstram nesse momento, aguardando não a cura, mas o inevitável com sorriso no rosto, mesmo que conformado, fazem delas pessoas especiais.

Vem conhecê-las:

Donald – “O grandioso amor, ele dura e dura – é assim que se ama. Meu amor é tão supremo que apesar de minha ex-mulher estar casada e amando outro homem, eu ainda a amo. Você tem que perceber que nem sempre pode continuar com as coisas, é preciso deixá-las ir.”

donald

Josefina – “A vida é a sala de espera para a morte. Nós só estamos de passagem porque desde que você nasceu, você sabe que vai morrer e nós temos um dia específico, só não sabemos quando, nem onde, nem como. Eu me sinto calma, tranquila, porque eu já sei que eu estou indo, então todas as noites eu falo para Deus ‘Você sabe o que está fazendo’. Eu não estou com medo de morrer, eu já vivi feliz por muitos anos.”

josefina

Chuck – “Um dos momentos mais felizes da minha vida? No topo da lista está o momento em que conheci Sally, que seria minha esposa por 35 anos.”

chuck

John – “Quando eu penso na morte é como se fosse o começo de uma nova forma de vida indolor.”

john

Kim – “Eu não tenho medo de morrer – eu tenho medo do que eu tive que fazer para chegar lá”.

kim

Abel – “Eu sinto que a porta está se abrindo. Nós voltamos quando nós terminamos o trabalho que nos foi designado. É tão simples, porque seria uma grande trote se não fosse verdade.”

abel

Odis – “A última vez que você fecha a tampa de um caixão, essa é a coisa que mais parte o coração. Você parte, você apenas parte. Eu tenho três filhos enterrados em Phoenix e quatro maridos estão mortos.”

odis

Ralph – “Este tem sido um excelente, excelente passeio”.

ralph

Fonte

Anúncios

Arte da natureza: veja o impressionante trabalho feito por aranhas na Austrália

O fotógrafo da Reuters Daniel Munoz viajou até à Austrália, para as proximidades da cidade deWagga Wagga, e registrou de forma incrível e inesperada o meticuloso trabalho feito por milhões de aranhas, depois de chuvas torrenciais terem afetado o lugar. O que ele encontrou foi uma área cheia de teias construídas pelos pequenos animais, algumas parecendo autênticas esculturas em seda.

WaggaSpiders_interna

Em março de 2012, a Austrália foi palco de várias inundações no estado de Nova Gales do Sul, causando enormes prejuízos à região. Mas nem só os humanos sofreram com as cheias: as aranhas, tentando se proteger da subida das águas, cobriram os campos australianos com suas teias.

Quando a água voltou a descer, o fotógrafo Daniel Munoz se deparou com um cenário quase que assustador, em mais uma obra surpreendente da natureza.

WaggaSpiders7

Fonte

Homem salva a vida de 2,2 milhões de bebês graças ao seu sangue raro

James Harrison é um australiano de 74 anos, que inscreveu seu nome no Guinness Book por ter doado 480 litros de sangue (e atenção que isto foi em 2003). Mas Harrison não é um doador qualquer: ele tem um tipo de sangue tão raro que, graças a essas doações, salvou a vida de mais de 2 milhões de crianças.

JamesHarrison2

Sem surpresa, ele é conhecido como “o homem do braço de ouro”. De fato, seu braço vale bem mais do que ouro, vale a vida de crianças. Por que? Porque o sangue de Harrison é aplicado na criação de uma vacina administrada a mães ou recém-nascidos para prevenir a doença de Rhesus – que acontece quando o sangue da mãe é Rh-e e o do bebê é Rh+. O sangue de Harrison produz um anticorpo que permitiu aos cientistas criar essa vacina anti-D, como é conhecida.

A importância deste senhor na vida das crianças, inclusive do próprio neto, que também ajudou a salvar, fez com que lhe fosse oferecido um seguro de vida no valor de um milhão de dólares australianos, cerca de R$ 1,8 milhão. O mais curioso é que o próprio senhor foi ajudado, quando tinha 14 anos e foi submetido a uma cirurgia no peito, à qual só sobreviveu graças à doação e transfusão de 13 litros de sangue. Estima-se que tenha sido por isso que ele desenvolveu esses anticorpos tão importantes para estes 2,2 milhões de crianças.

Fonte

Veja algumas dicas para dar nova vida a alguns dos ingredientes da sua cozinha

Boa parte dos alimentos que consumimos e depois jogamos fora não precisa ter esse fim. É possível plantar, consumir e plantar outra vez alguns de seus legumes e verduras, economizando dinheiro.

Cebolinha

cebolinha

Quando for usar a cebolinha, separe toda a parte branca e mais um pedacinho da parte verde. Coloque dentro de um copo com água, cobrindo cerca de 2,5 cm (a parte branca). Deixe num local ensolarado e dentro de poucos dias, terá cebolinhas novas para usar e não precisará mais comprar. Troque a água todos os dias.

Manjericão

manjericao

Separe mais ou menos três pares de hastes, corte-as com uns 10 a 15 cm, escolha as mais bonitas, retire as folhas da parte de baixo, também as flores, deixando apenas algumas folhas na parte superior. Coloque num copo de vidro com água até a metade e deixe num lugar ensolarado, trocando a água de dois em dois dias. Depois, quando as raízes estiverem com o tamanho de 2 cm  é hora de replantar num vaso médio, grande ou numa floreira, pois ele precisa de espaço e de sol. Assim terá manjericão por um ano sem problemas.

Hortelã

hortela

Funciona da mesma forma que o manjericão. Depois precisa ser plantada também em um vaso maior e com furos em baixo, pois necessita de solo drenado e de muita água. Em nenhum momento a terra poderá ficar seca. Então cuidado com o sol da tarde.

Alecrim

alecrim

Faça o mesmo processo inicial do Manjericão e da Hortelã. Depois plante os galhinhos em um vaso com furos em baixo para drenar a água, numa mistura de 2/3 de areia grossa e 1/3 de terra musgo. Pela composição da terra, já se percebe que ele não curte muita água, então não regue demais, mantenha-o num local ensolarado. Vá cortando os galhinhos quando precisar, depois replante de novo. Essa técnica pode ser usada com outros temperos, como o coentro.

Alho

alho

Aqui vamos aproveitar as folhas do bulbo. Não precisa ser replantado, se colocado os dentes numa vasilha de vidro com água, crescerá brotos que ficarão ótimos com batatas assadas, húmus, guacamole e qualquer tipo de salada por exemplo, mas use apenas as extremidades, que são mais saborosas. Para replantar o alho propriamente dito, é bem mais trabalhoso, veja o passo a passo.

Cenoura

cenoura

Igual ao alho, vamos aproveitar as folhinhas. Também não precisa plantar, poderá usar as folhas para complementar sopas, saladas e até drinks de frutas, pois são muito nutritivas. Usará exatamente aquela parte da cabeça da cenoura que todos jogam fora. Assim como na imagem, o ideal é colocar várias numa vasilha com água pela metade, em 15 dias começam a brotar.

Alface Romana

almace-romana-replantar-800x247

Poderá partir também para o cultivo hidropônico. Basta pegar a cabeça da alface, aquela que ia jogar fora, e colocar numa vasilha com água, troque sempre que necessário.

Aipo (Salsão)

aipo-800x537

É só cortar lá no talo, uns 5 cm, e deixar numa vasilha como um pires mais fundo com água, trocando sempre (ou use um copo cheio de água). Umedeça também a parte de cima da planta para não ressecar. Deixe num local ensolarado. Vai ver que folhinhas amarelinhas brotarão no centro, depois ficarão verdes. Após 5 a 7 dias de completo brotamento das folhas, passe para um vaso com uma boa mistura de terra e furos para drenar a água e em breve terá talos de salsão para seus pratos e sopas.

Acelga

acelga

Da mesma forma que o Aipo, reutilizar a parte inferior (raiz), “inútil”, da verdura. Tudo muito fácil.

Alho-poró

alho-poro

Da família da cebolinha e tal qual, também brota fácil na água. Corte o talo com a parte da raiz, uns 5 cm, e coloque num recipiente não muito fundo ou apoie com dois palitos, um de cada lado, com água até o começo da raiz e vá cuidando para que não evapore e seque. Se for época de temperatura baixa, poderá manter na água mesmo, mas se for verão, replante num vaso com terra preparada, após criar as raízes. E as folhinhas brotarão e brotarão…

Erva-cidreira

erva-cidreira-800x358

Não é preciso ter aquela moita enorme. Consiga cinco ou seis talos, deixe na água até criar as raízes e passe para o vazo com a terra já preparada. Ela suporta bem o sol, deve ser regada normalmente, assim terá sua erva cidreira para aquele chá quando estiver sem sono…

Cebola

cebola

Com a extremindade da raiz descartada da cebola, faça a mesma técnica da água que a cebolinha, e tantas outras que citamos. Então, após aparecer as raizes, coloque ao sol em um vaso com terra de qualidade ou diretamente no solo do lado de fora.
Essa são os mais fáceis e mais aproveitáveis no nosso dia a dia. Mas é claro que tem muita coisa interessante e bem mais complicada, por exemplo:

  • Batata doce e Abacaxi – Nesse site, além dos que já ensinamos, detalham como reaproveitar essas duas delícias, ótimas para saúde.
  • Gengibre – Nesse outro site, existem várias dicas de replantio. A flor do gengibre é muito bonitinha, acho que vou fazer pra deixar de decoração.
  • Abacate – Embora use a semente, é um clássico. Até meus filhos fizeram isso na escola, só não tinha onde plantar depois. Passo a passo aqui.

Fonte

Como clarear os dentes com produtos naturais?

Atualmente, os tratamentos odontológicos para deixar os dentes brancos e reluzentes estão em alta. Porém, tais tratamentos geralmente são realizados com produtos invasivos que acabam por danificar o recobrimento dos conjuntos dentários, um dano muitas vezes irreversível.

dentes2

Logo, não vale a pena chegarmos a um ponto tão extremo. Se o que desejamos é exibir dentes brancos, não devemos deixar de provar alguns excelentes produtos naturais, alguns dos quais falaremos nesse artigo. Confira.

Por que os dentes escurecem?

O esmalte que recobre os dentes é levemente poroso, isso faz com que ele seja lentamente preenchido por tudo o que comemos diariamente. Bebidas escuras, como é o caso do café, chá e refrigerantes estão no topo da lista de produtos que mancham os dentes. O cigarro e uma má higiene bucal também ajudam a prejudicar o quadro, ou seja, aumentar a porosidade do esmalte do dente.

O ácido contido em certos alimentos também danifica consideravelmente os dentes. Comer carne, produtos lácteos, ovos, cítricos, açúcar refinado, cerveja, adoçantes artificiais, refrigerantes, bebidas gasosas ou óleos vegetais piora muito a situação. Nessa lista também podemos incluir os doces, porém, mais especificamente a frequência com a qual os comemos.

Na contramão encontramos os alimentos que nos ajudam a manter os dentes brancos. Dentre as principais frutas e vegetais que desempenham esse papel, encontramos as peras, maçãs, cenouras, pepinos, couve-flor, alface, brócolis e espinafre.

Alguns deles são excelentes pelo seu conteúdo em fibras, outros porque seus nutrientes criam uma película protetora no esmalte dos dentes, evitando que se manchem.

Por sua vez, os queijos também desempenham um papel interessante, pois contêm proteínas e gorduras que neutralizam os ácidos de outros alimentos. Eles também estimulam a produção de saliva, que contém fósforo e cálcio, o que ajuda a remineralizar o esmalte.

Receitas caseiras para branquear os dentes

  • Esfregue os dentes com a parte interna de uma casca de laranja durante aproximadamente 45 segundos. A parte branca da laranja, localizada entre a casca e os gomos, chamada mesocarpo, contém substâncias capazes de branquear os dentes. Meia hora depois de seguir essa dica, escove os dentes.
  • Prepare uma pasta com morango e bicarbonato de sódio. Os dois atuam como agentes branqueadores naturais. Basta amassar a fruta e misturar com o bicarbonato, depois, aplicá-los nos dentes e deixar que atuem por 20 minutos para por fim enxaguar. Depois, espere mais 30 minutos e escove os dentes normalmente.Atenção: não abuse do uso dessa receita (se possível, use-a uma vez por semana ou de quinze em quinze dias);
    • Coma diariamente uma rodela de mamão ou uma de maçã. Essas frutas servem para fortalecer as gengivas e ao mesmo tempo branquear os dentes.
    • Misture duas colheres de sopa de água oxigenada (volume 10) com uma colher de sopa de água. Embeba um pequeno algodão nessa mistura e esfregue-o suavemente sobre os dentes manchados. Enxágue com muita água.
    • Faça uma pasta homogênea com 1 colher de sopa de levedura de cerveja, 2 colheres de chá de sal e um pouco de água. Escove os dentes com essa pasta como se fosse um creme dental.
    • Esfregue os dentes com a parte interna de uma casca de bananapor aproximadamente dois minutos. Esse procedimento pode ser realizado quantas vezes você desejar ao longo de um dia. A casca da banana contém ácido salicílico, que exerce um excelente papel para branquear o esmalte dos dentes.
    • Misture meia xícara de levedura de cerveja e duas colheres de sopa de sal até formar uma pasta. Escove os dentes com a mistura.

    Bicarbornato de sódio para branquear os dentes

    Todos os remédios caseiros que foram detalhados acima são muito eficazes para quem quer deixar os dentes brancos e com um aspecto perolado.Porém, todos coincidem no fato de que não há tratamento melhor para essa finalidade do que o bicarbonato de sódio.Trata-se de uma alternativa mais ecológica e saudável para os dentes.

    Para utilizá-lo, basta verter ¼ de uma colher de sopa de bicarbonato de sódio em uma xícara e umedecer a escova de dente com água da torneira. Depois mergulhe a escova no bicarbonato para que absorva a mistura e depois escove normalmente.

    Se colocarmos grandes quantidades da mistura é possível que tenha um efeito salgado ou ácido na boca, mas, não é motivo para preocupação, basta enxaguar a boca com água.

    Lembre-se que esse método deve ser usado pouquíssimas vezes no mês, já que o uso excessivo de bicarbonato pode danificar o esmalte dental. Também lembre-se de que tudo deve ser utilizado na quantidade correta e com cuidado em sua aplicação. Recomendamos o uso dessa receita 1 vez por semana e no meio da semana, e depois diminuindo a frequência até uma vez ao mês.

    Dicas finais para branquear os dentes

    • Mantenha a boca sempre limpa;
    • Não escove os dentes com força;
    • Utilize sempre o fio dental;
    • Se você fuma, pare de fumar;
    • Reduza o consumo de café, chás ou bebidas gasosas;

Fonte

Político norueguês com deficiência posa nu para desafiar padrões de beleza

Convidado pelo fotógrafo Henrik Fjørtoft, o norueguês Torstein Lerhol aceitou a proposta de posar nu afim de desafiar os padrões de beleza impostos pela sociedade. O projeto de Henrik tem como objetivo questionar ideias severas sobre a beldade e satisfação pessoal.

torstein-2

Bem, como vocês podem ver nas fotos, eu tenho um aspecto físico diferente do da maioria das pessoas. E tenho uma deficiência severa. Apesar disso, tenho sido muito bem sucedido na minha vida“, confessou Torstein para o P3.

Com 27 anos e pesando 17 kg, Torstein é vítima de uma doença degenerativa chamada distrofia muscular espinhal, depende de assistência 24 horas por dia e, como um tapa na cara da padronização, é membro do Senterpartiet, partido de esquerda da Noruega. Lerhol é puro exemplo e, além de político, dá aulas e trabalha como orador motivacional, dando palestras em empresas, organizações e estabelecimentos de ensino. Otimista por natureza, a mensagem mais importante do político norueguês resume-se em dizer que “o nosso aspecto ou as nossas limitações físicas não podem ser vistos como obstáculos a uma existência feliz”.

O fotógrafo Henrik Fjortof explica que “queria retratar Torstein como um ser humano fabuloso e forte, e mostrar que o seu aspecto é apenas uma faceta de sua existência. Ele não é Torstein, o deficiente. Ele é Torstein, o homem, o irmão, o filho, o amigo, o professor, o político, e muito provavelmente o tipo mais inspirador que alguma vez eu conheci“.

Veja algumas fotos aqui