Hal Lasko, 97 anos, faz obras de arte incrivelmente lindas usando o Paint

Em uma época em que o uso do software é ensinado antes de ensinar a desenhar, esse designer gráfico e tipógrafo nos dá uma bela lição. Ele faz pinturas com uma gama grande de detalhes usando uma ferramenta que muitos de nós abandonamos (e alguns abominam): o Microsoft Paint do Windows 95. Ele pinta um a um as cores em formato 8-bits, com ajuda do zoom ao máximo, pois tem sérios problemas de visão, mas tomando muito cuidado com luz e sombra dos desenhos.

Hal-Lasko-art4-550x315 pixel_painter

Visite o site dele aqui.

Fonte

Anúncios

Unesp oferece curso online e gratuito sobre História da Música

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) oferece um curso online a gratuito sobre História da Música.

3497849677_9798b22910_b_4

Apresentado em videoaulas no site da Univesp TV, o programa pode ser realizado a qualquer hora e em qualquer lugar. O aluno pode fazer anotações e perguntas enquanto assiste aos vídeos e recebe posteriormente tudo em sua caixa de e-mail.

As 11 videaulas fazem parte do curso de Bacharelado em Música e são ministradas pela docente Dorotéa Kerr, professora do Instituto de Artes da Unesp, doutora em Música/Órgão pela Universidade de Indiana (EUA) e mestre em Música/Órgão pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Conheça o conteúdo programático:

– Romantismo – A estética musical e os princípios da música romântica
– Nacionalismo – A incorporação de elementos nacionais às artes
– Ópera na primeira metade do século XIX – Os estilos e categorias das óperas
– Música Orquestral do século XIX – O conceito de sinfonia e a sua importância
– Música Programática – A música para expressar ideias não musicais
– Lied e Chanson – Música com história e folclore
– Ópera na Segunda Metade do Século XIX – As obras de Guiseppe Verdi e Richard Wagner
– Passagem para o século XX – Política e folclore na música
– Movimentos de Vanguarda no Século XX – Expressionismo e Impressionismo na música
– Música e Política – A influência política na música do século XX
– Dodecafonismo e Serialismo – A ruptura com o passado da música

Para começar a estudar agora, basta acessar este link.

Unesp oferece curso online e gratuito sobre História da Arte

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) oferece um curso online e gratuito sobre História da Arte. Apresentado em videoaulas no site da Univesp TV, o programa pode ser realizado a qualquer hora e em qualquer lugar.

6959545369_fa9bd26e2e_k

Na plataforma, o aluno pode fazer anotações e perguntas enquanto assiste aos vídeos e recebe posteriormente tudo em sua caixa de e-mail.

As nove videaulas são ministradas pelo profº José Leonardo do Nascimento, do Instituto de Artes da Unesp.

– Conheça o conteúdo programático:
– Escultura e pintura etruscas: vitalismo e arte tumular.
– Roma antiga: realismo e diálogo com a Grécia.
– Arte cristã primitiva: abstração e solenidade.
– Iluminuras medievais: arte monástica.
– Arte bizantina: espiritualidade e esplendor celestial.
– Arte românica: arquitetura e relevo escultórico.
– Arte gótica: verticalidade e luz.
– Siena no século XIV: arte republicana e religião.
– Florença no século XIV: da bidimensionalidade pictórica ao Renascimento.

Para começar a estudar agora, basta acessar este link.

Samsung lança mouse comandado pelos olhos

Samsung apresentou um aparelho que rastreia o movimento dos olhos. A ideia é permitir que o movimento ocular seja usado para controlar as ações de um computador e executar tarefas como mover o cursor e rolar páginas, entre outras possibilidades.

size_810_16_9_olho

O aparelho se chama Eyecan+ e fisicamente tem mais ou menos o tamanho de receptores de sinal de TV paga. Acoplada debaixo de monitores, a tecnologia transforma a atividade dos olhos em ações práticas reproduzidas no computador. O principal objetivo é ajudar pessoas incapazes de se mover em virtude de alguma deficiência motora.

A comercialização dos produtos, pelo menos por enquanto, não está nos planos da Samsung, que pretende doar os aparelhos para instituições de caridade. Tanto o software quanto o hardware terão suas configurações e arquitetura abertas em breve, segundo a empresa sul-coreana.

Não é a primeira vez que a marca desenvolve tal tecnologia. O primeiro “mouse ocular” foi lançado em 2012. O novo produto, entretanto, teve melhorias na calibragem e na interação com os usuários.

Fonte

Pense melhor antes de se curvar para olhar a mensagem no celular

De acordo com um novo estudo publicado na Surgery Technology International, estima-se que as pessoas estejam adicionando 28 kg às suas colunas vertebrais toda vez que abaixam para olhar o celular.

19-spine-study

 

Realizado pelo cirurgião Kenneth Hansraj, a pesquisa de Nova York questiona fortemente a relação entre as pessoas e seus hábitos “telefônicos”. No estudo, Hansraj escreve: “A cabeça de um ser humano adulto pesa cerca de 5 kg em posição neutra. Quando ela cai para frente, o peso pode chegar até 28 kg – dependendo da sua posição”.

Essa terrível postura pode gerar estresse na coluna que, com o tempo, pode deteriorar os músculos do pescoço e das costas “até chegar a um ponto no qual a cirurgia se faz necessária”, conta o autor.

Fonte

Tem celular velho parado na gaveta? Conheça sites que compram seu aparelho antigo

1898196_779606445409702_5931169559556752868_n

Hoje em dia os celulares ficam obsoletos com uma velocidade impressionante. O mesmo aparelho que você comprou há apenas seis meses e pelo qual zerou suas economias, se torna uma versão ultrapassada antes que seja possível terminar de pagar as prestações do cartão de crédito. Por conta dessa velocidade tecnológica, não são raras as pessoas que possuem algum celular antigo encostado em alguma gaveta.

Uma opção inteligente antes de adquirir um aparelho top de linha, é vender o antigo e assim usar o dinheiro na aquisição do novo. Alguns sites nacionais especializados no chamado “recommerce” (comércio de itens usados), prometem uma forma simples e rápida para quem deseja vender seu celular velho. E isso vale até mesmo os aparelhos que sequer funcionam, pois suas peças podem ser reutilizadas.

Especializado apenas em aparelhos da Apple, o Brused compra e vende iPhones, iPads, iPods e Macbooks. Bastante intuitivo, basta clicar na imagem do aparelho que deseja vender ou comprar e depois clicar nas informações solicitadas: se o aparelho é desbloqueado ou não e sua capacidade de armazenamento. Um iPhone 4 de 32 GB em bom estado é avaliado no site em R$ 450 enquanto um em excelente estado chega a valer R$ 490.

No Redial é possível vender aparelhos de qualquer marca. Basta digitar o nome do aparelho que você deseja vender no campo de busca, responder algumas perguntas relacionadas a condição do dispositivo – se ele está como novo, se funciona muito bem, se possui arranhões e rachaduras ou se não funciona mais. Quanto melhor ele estiver, mais dinheiro é pago pelo aparelho. Testamos o valor do iPhone 4 de 32 GB. No site o valor pago pelo aparelho fica em torno de R$ 245,00.

O site Ziggo é outra opção de site que compra aparelhos usados. Para isso, é preciso indicar a condição de uso de seu celular escolhendo entre “Excelente”, “Bom”, “Tela Trincada” ou “Danificado”. No site o valor pago pelo iPhone 4 de 32 GB é de no máximo R$ 430.

O Uzlet também é outro especialista no recommerce de aparelhos celulares e funciona de maneira similar aos outros já citados. No site, o valor pago pelo iPhone de 32 GB é de no máximo R$ 450.

Fonte

Mas, e o contrário? O que acontece quando você para de curtir coisas no Facebook?

A jornalista Elan Morgan resolveu fazer o teste e, desde o dia 1o de agosto, parou de curtir coisas no Facebook. A decisão foi tomada porque Elan não quer mais fazer parte do jogo Facebookiano em que quanto mais ela curte, mais a rede social aprende sobre sua vida e usa isso pra vender anúncios.

Mas e aí, o que ela tem feito pra interagir no Facebook e qual o efeito de parar de curtir as coisas na rede social?

Ao invés do famoso, fácil e confortável “like”, Elan resolveu deixar uma mensagem bacana em cada postagem que a motivou a curtir: “que cabelo incrível”, “lembra quando a gente se escondia da vovó pra fumar cigarro”, etc. Ou seja, ao invés daquele “curtir” vazio que pode significar uma porção de coisas e coisa nenhuma ao mesmo tempo, ela trouxe mais humanidade pro seu news feed.

Quanto menos a jornalista curtia coisas, mais limpa a timeline dela ficava: mais conversas, mais engajamento e menos conteúdo que os algoritmos imprecisos do Facebook achavam que ela curtiria (por exemplo: ao curtir um vídeo de um gatinho fofo, o Facebook entendia que ela queria ver vídeos de gatinhos fofos ou… mortos, sendo torturados, etc).

O fato dela parar pra escrever comentários sobre as coisas fez com que ela se conectasse mais com as pessoas e vice-versa. Os comentários viravam conversas, às vezes sessões nostálgicas, brincadeiras e deixaram a timeline dela infinitamente mais relax e mais leve.

Na conclusão dela, ao parar de curtir as coisas, o news feed se transformou em algo que ela realmente quer ler, ao invés de um amontoado de coisas empurradas por um algoritmo. Ou seja, quanto menos você curte as coisas no Facebook, mais coisas que você curte vão aparecer na sua tela.

E a jornalista termina o relato (que você pode ler aqui na íntegra) convidando todo mundo a parar de curtir as coisas a torto e a direito a fim de trazer mais humanidade para a rede social.

Fonte