Site ajuda pessoas a encontrarem emprego na região de suas casas

Trabalhando Perto funciona em 20 cidades paulistas

reprodução

Segundo o Denatran, mais de 60% dos paulistanos levam de 30 minutos a três horas no caminho ao trabalho

Quem mora em uma grande cidade sabe quantas valiosas horas do dia podem ser perdidas dentro de um carro, ônibus ou metrô, no caminho entre residência e trabalho. Assim, a demanda por empregos próximos de casa é enorme.  Para ajudar a atender esta necessidade, surgiu o site Trabalhando Perto.

O portal presta serviço gratuito a pessoas que buscam trabalho em 20 cidades da Grande São Paulo. Ele funciona como outros sites de busca de vagas, mas com um diferencial: separa as oportunidades de acordo com a região de residência do trabalhador.

Cadastre-se gratuitamente no Trabalhando Perto e receba oportunidades próximas de sua casa.

Fonte

Anúncios

As surreais rodas-gigantes indianas que são movidas pela força humana

Os indianos encontraram a solução pra continuar se divertindo nas rodas gigantes quando falta a eletricidade: movê-las a energia humana. O esforço (e muito suor) de alguns homens permite que os visitantes possam aproveitar o momento e ainda assistir a um ‘show extra’.

Além de manterem a estrutura rodando, os homens são capazes de acrobacias impressionantes, porque não utilizam qualquer mecanismo de segurança. Pra quem tem medo deste tipo de diversão, ver os vídeos abaixo pode arrepiar.

IndianFerrisWheel2

Fonte

Menino de 11 anos fica rico vendendo na internet gravatas-borboleta feitas por ele

Moziah Bridges aprendeu a costurar quando tinha 9 anos e começou criando suas próprias gravatas-borboleta. Hoje ele tem uma loja online de sucesso.

O menino faz questão de escolher os tecidos que utiliza em cada criação e aos quais oferece um estilo bem particular. No negócio de gravatas-borboleta, há de tudo: bolinhas, listras, várias cores e tamanhos, peças mais esportivas ou mais formais.

Morando em Memphis, nos Estados Unidos, Mo percebeu que, graças à internet, não precisava esperar até ser mais velho para vender suas peças. A verdade é que hoje o Mo’s Bow’s (As Gravatas-Borboleta de Mo) já rendeu mais de 30 mil dólares (mais ou menos 69 mil reais- algumas peças custam mais de 100 reais), o que para um garoto de sua idade, é muito dinheiro.. E, inspirado em Ralph Lauren, que também começou bem cedo, Mo promete não parar por aí.

MoziahBridges2

É bom ver que o menino, apesar do sucesso precoce, tem sentido de responsabilidade: ele criou um produto cuja venda serve para financiar acampamentos de verão para crianças. E garante que se sente bem ajudando a comunidade!

Como era de esperar, rapidamente Mo chamou a atenção da mídia internacional. Veja como ele sabe vender o produto (a entrevista foi feita no ano passado, quando Mo tinha 10 anos).

O próximo passo de Mo será expandir o negócio, inclusive a outros acessórios, como as tradicionais gravatas, os lenços ou até roupas infantis com blazers e calças. Estilo, realmente, não lhe falta.

Fonte

4 erros comuns no uso da geladeira

Nas últimas semanas listamos os erros comuns no preparo de carnes, legumes e hortaliça. Agora listamos 4 erros mais comuns no armazenamento de alimentos na geladeira.

1- Deixar comida esfriar para colocar na geladeira

Esse é um hábito antigo, de quando as geladeiras não estavam preparadas para dar conta de refrigerar potes ou refratários quentes. Hoje, há estudos de segurança alimentar que recomendam guardar os alimentos ainda quentes, o que diminui o risco de contaminação.

2- Furar lata de leite condensado e guardar na geladeira

“Depois de aberta, a lata vai perdendo o verniz interno que protege o conteúdo dos metais tóxicos que constituem a embalagem, podendo provocar intoxicação alimentar”, explicou a chef. O ideal é, depois de abrir a lata de leite condensado, tirar o produto guardá-lo em um pote de vidro, de plástico ou de cerâmica.

3- Colocar sobras de alimentos enlatados direto na geladeira

Para evitar contaminação, coloque as sobras em recipientes de plástico ou de vidro tampados e guarde na geladeira. Consuma em três a cinco dias.

4- Abrir pacote de salsicha ou frios e guardar direto na geladeira

O erro pode deixar os produtos ressecados e com bactérias. Envolva o que sobrou com papel filme e guarde na geladeira. Consuma em três a quatro dias.

Fonte

300 mil orelhões terão sinal de wi-fi no pais

Anatel vai estudar modelos de funcionamento e métodos de tarifação do serviço, planejado para 2015

O Brasil já tem mais de uma linha de celular por habitante e 53% dos aparelhos vendidos no país são smartphones. Diante disso, qual o futuro dos orelhões? Virar pontos de wi-fi gratuito? Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), sim.

clovis silveira

Dos cerca de milhão de orelhões no país, 400 mil serão desativados e 300 mil modernizados. O restante permanecerá em áreas onde o telefone público é bastante usado.

A agência informou recentemente que pretende “modernizar” cerca de 300 mil telefones públicos de calçada, transformando-os em hotspots de wi-fi. Atualmente há aproximadamente 1 milhão de orelhões no país. Segundo os planos, 400 mil (40% do total) serão desativados. O restante (30%) será mantido em áreas onde os telefones ainda são bastante usados.

Ainda não se sabe como vai ser o serviço e qual modelo será usado – no Rio de Janeiro há um projeto piloto e em Florianópolis alguns orelhões fornecem 15 minutos de internet gratuita. Segundo a agência, ainda é preciso estudar um método de tarifação, o formato de utilização do sistema e decidir quem vai instalar o wi-fi.

A mudança ocorrerá na revisão do contrato de concessão e a consulta pública começa em março de 2014. Os novos orelhões entrariam em funcionamento entre 2015 e 2016.

Fonte

6 erros comuns na cozinha

Na semana passada listamos os erros mais comuns na cozinha quando o assunto são as carnes. Hoje nós listamos 6 erros comuns no preparo de legumes e hortaliças.

1- Salgar muito a salada

Não coloque sal direto para temperar a salada com folhas. A grande dica é emulsificar com três colheres de sopa de suco de limão, seis colheres de sopa de azeite de oliva e uma colher de café de sal ou a gosto. Bata essa mistura por dois minutos com o auxílio de dois garfos (fica cremosa). Pronto, basta temperar a salada.

2- Cozer ou refogar hortaliças de uma vez

Para evitar que as hortaliças (por exemplo, couve e escarola) se encham de água, faça o refogado e coloque as folhas picadas aos poucos. Passe-as pelo tempero apenas para aquecer e deixe-as no canto da frigideira e, então, acrescente mais um pouco, passe pela frigideira rapidamente e junte com o restante. Ao terminar, solte-as bem com auxilio de um garfo. Coloque sal, pimenta e um fio de azeite.

3- Servir cebola crua sem colocar na água antes

A água ajuda a controlar o forte odor da cebola, que atrapalha o restante do cardápio, e também a deixa mais crocante. Assim que cortá-la, coloque-a em água gelada dentro da geladeira por 10 minutos.

4- Preparar sopa com legumes sem casca

As cascas fornecem grande quantidade de vitaminas e minerais. Lave os alimentos com esponja e enxague.

5- Tirar pele do tomate com faca sem aquecê-lo

O erro leva ao desperdício e o alimento fica com aspecto grosseiro para apresentação em saladas, por exemplo. Corte (levemente) em cruz o fundo de dois tomates e reserve. Ferva 500 ml de água no micro-ondas por dois minutos e 30 segundos. Coloque-os na água e aguarde quatro minutos. Retire a pele com o auxílio de uma faca. Passe os tomates na água fria para mantê-los firmes. Outra opção é cortar (levemente) em cruz o fundo do tomate e espetar um garfo na outra extremidade. No fogão, coloque o lado que cortou próximo à chama. Assim que a pele começar a soltar, retire com o auxílio de uma faca. Passe também na água fria.

6- Lavar alimentos na pia da cozinha

Até pode lavar alimento na pia da cozinha, desde que seja bem higienizada com água e sabão, além de hipoclorito de sódio. Para evitar contaminação, a dica é lavar os alimentos em escorredor, bacia ou bowl de alumínio ou vidro.

Fonte

ONG reaproveita flores de festas e as entrega para idosos carentes

Um ato simples mas gentil, que pode colorir o dia de quem mais precisa. A Flor Gentil é uma ONG que se propõe a prolongar a vida das flores que enfeitam casamentos e outras festas, entregando-as a idosos em casas de repouso. E dando-lhes, assim, a atenção que merecem.

Lindas e, muitas vezes, caras flores são presença obrigatória em casamentos, batizados e outras festas. Mas o que acontece na hora em que a festa termina? É tudo jogado no lixo? Com a Flor Gentil isso não acontece.

Basta você ligar para combinar o dia da doação de flores, que uma equipe voluntária se desloca ao evento para as pegar. Aí as flores são enviadas para uma central, onde mais voluntárias farão o arranjo e entregarão periodicamente em casas de repouso parceiras. Pessoas carentes, como muitas vezes são os idosos em lares, recebem com satisfação a gentileza. Ótima ideia.

FlorGentil1

Fonte