10 erros para serem evitados na cozinha

1- Fritar com azeite

O azeite deve ser aquecido em fogo moderado, não em alto. Nunca deixe fumegar o azeite, porque isso significa que chegou a uma temperatura crítica, propícia à transformação da gordura em trans e formação de substâncias, sabores e odores indesejáveis. Melhor utilizar o produto em saladas e, no máximo, para refogar.

2- Não mexer carne moída para evitar gosto alterado

Deve-se mexer a carne moída durante o seu preparo. A alteração do gosto se deve ao cozimento não-uniforme. Para evitar o problema, aqueça uma frigideira grande e de bordas levemente altas. Coloque uma colher (sopa) de óleo (ou mistura de manteiga e óleo ou de azeite e manteiga). Em seguida, acrescente dois a três dentes de alho bem picados e, então, a carne moída. Mexa com frequência. Se estiver difícil de deixar a carne solta, utilize um garfo resistente. Assim, cozinha por igual e não junta água. Depois, coloque a gosto cebola, salsa, tomate picado ou outro tempero de sua preferência.

3- Virar e mexer muitas vezes o bife para fritar

O hábito prejudica as propriedades da carne e, consequentemente, seu sabor. Aqueça bem a frigideira (de preferência, antiaderente) e, se quiser, coloque um fio de óleo. Disponha o bife já temperado e deixe fritar até as bordas ao redor mudarem de cor, sem mexer. Depois, vire o bife e repita o procedimento.

4- Deixar comida esfriar para colocar na geladeira

Esse é um hábito antigo, de quando as geladeiras não estavam preparadas para dar conta de refrigerar potes ou refratários quentes. Hoje, há estudos de segurança alimentar que recomendam guardar os alimentos ainda quentes, o que diminui o risco de contaminação.

5- Lavar a carne

O erro faz com que a carne perca proteínas. Tire-a da embalagem e tempere a gosto. O cozimento matará as bactérias existentes.

6- Usar tábua de madeira

As tábuas de madeira possuem superfície porosa e ranhuras que favorecem a proliferação de bactérias. As indicadas são de polietileno e altileno ou de vidro. “No mercado, já encontramos tábuas de madeira tratadas e especialmente produzidas para isso, que a legislação brasileira permite”, disse a chef.

7- Evitar carne de segunda

Acém, músculo e até rabo de boi são adequadas para um cozimento mais lento e ficam melhores ainda se ensopadas. Muito saborosas, têm valor nutricional semelhante ao das carnes de primeira e o preço delas é mais baixo.

8- Colocar muito óleo para fritar peixe

Para evitar que o peixe quebre, fique engordurado e muito calórico, passe óleo ou manteiga na frigideira e coloque papel-manteiga. Passe mais óleo em cima do papel-manteiga, aqueça e coloque o peixe já temperado pronto para fritar. O alimento sai levemente dourado e não gruda na panela.

9- Bifes ressecados

Se os bifes começarem a grudar na frigideira, coloque alguns pingos de água filtrada e vire o alimento até ficar no ponto desejado.

10- Não mexer frango desfiado para evitar gosto alterado

Deve-se mexer o frango. A alteração do gosto se deve ao cozimento não-uniforme. Coloque na panela um pouco de óleo (½ colher de sopa), dois dentes de alho picados e cebola picada. Depois, acrescente o frango desfiado, mexa bem e coloque os temperos de sua preferência.

Fonte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s